Loading
Carregando...

acoes | 21 fevereiro 2018

Ciência e Pesquisa

FacebookTwitterWhatsApp

Como ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab elegeu uma diretriz básica de trabalho: a recuperação de recursos federais para as áreas de atuação da pasta, principalmente investimentos em pesquisas científicas.  Neste item, o ministro ressalta o papel de cientistas brasileiros na luta por recursos para pesquisa, ciência e inovação reconhece que a mobilização dos setores acadêmico e científico, a articulação de entidades e a conscientização da opinião pública são fundamentais.

Para Kassab, uma das saídas para a falta de recursos são as parcerias. “O setor privado, cada vez mais, investe mais na ciência, tecnologia, inovação. Não apenas na Marinha, mas todos os setores vinculados ao desenvolvimento brasileiro. Porém, há certo tipo de investimento que demanda apenas recursos públicos, o capital privado não se interesse com alguns estudos necessários para o desenvolvimento do país. Aí entra a importância da mobilização da sociedade”.

“A grande aliada na luta pelos recursos que tanto precisamos é a sociedade, e a articulação junto aos meios de comunicação, a divulgação das necessidades da ciência”.

Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia (CCT)

Com as dificuldades que a comunidade científica tem enfrentado em anos recentes e das demandas por mais recursos e melhores condições para a prática de pesquisa e desenvolvimento tecnológico no país, uma das prioridades da gestão de Kassab no ministério foi estreitar os laços entre governo, comunidade científica e setor empresarial, por meio de instrumentos como o Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia (CCT), que se reuniu em novembro de 2016 no Palácio do Planalto. O encontro marcou a retomada do CCT, que não acontecia desde junho de 2014.

Reunião do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia (CCT). Foto Ricardo Fonseca