Loading
Carregando...

arquivo | 23 outubro 2017

Kassab discursa na abertura da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

FacebookTwitterWhatsApp

“O incentivo ao estudo, ao conhecimento, à pesquisa, e o despertar do interesse em um campo tão importante como a ciência e a tecnologia guardam muita relação com a história mundial: se desenvolveram efetivamente aqueles países que investiram, que apostaram de verdade na educação, na ciência e na tecnologia.

Eventos desta Semana Nacional de Ciência e Tecnologia acontecem por todo o país e celebram a importância desses temas para a sociedade brasileira.

Sem ciência, não há futuro claro. Futuro de um país soberano, justo e desenvolvido, que é o que todos queremos.

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia foi estabelecida em Decreto de 2004. Seu objetivo fundamental é aproximar a Ciência e a Tecnologia da população.

Este ano, o tema da Semana é “A Matemática está em tudo”, e o evento ocorre em meio ao Biênio da Matemática no Brasil, 2017-2018.

O Ministério apoia e promove o biênio da Matemática, em que já foram realizadas a Bienal da Matemática e o Festival da Matemática. No próximo ano, 2018, o Brasil recebe também o Congresso Internacional de Matemáticos.

Popularizar a ciência é fundamental para o futuro do Brasil.

Popularizar a ciência é fundamental, fazer com que as pessoas se engajem no grande universo de temas da ciência guarda relação com o futuro do Brasil.

Importante destacar alguns projetos em andamento hoje, sob a coordenação do MCTIC, como o projeto Sirius, o mais importante da ciência brasileira; o Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações; o apoio ao cientista que se dá por meio do CNPQ; os editais da Secretaria de Políticas e Programas de Pesquisa e Desenvolvimento, para apoio à pesquisa científica e também para organização de eventos voltados à popularização da ciência.

Em um momento em que o país reencontra o caminho do crescimento econômico, e em que o governo reorganiza suas contas, é necessária a união entre o Poder Público, a comunidade científica e a sociedade, de modo geral: em um esforço de convencimento, de conscientização sobre o papel da ciência.

E a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia tem também esse significado. Temos uma comunidade científica e de pesquisa e inovação com muito a mostrar. Produz-se muito em nosso país, pesquisa de ponta, com efetividade e valor real para a sociedade brasileira e também para o mundo.

Ressalto ainda que, com a fusão das áreas de Ciência e Tecnologia e Comunicações, promovemos sinergia entre diferentes segmentos. Ganharam a ciência e a tecnologia e ganharam as telecomunicações.

O ministro da Ciência e Tecnologia Gilberto Kassab abre a 14ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT 2017) com o tema A matemática está em tudo. (Wilson Dias/Agência Brasil)

Áreas como Tecnologias da Informação e Comunicação agora são tratadas de forma mais próxima, resultado em maior eficiência na execução e planejamento de ações. A ciência brasileira ganhou, ficou mais próxima da sociedade já que neste Ministério trata-se também das comunicações.

E o MCTIC, além de herdar as competências dos órgãos de origem, recebeu a missão de articular com os governos estaduais e com a sociedade civil as diretrizes para as políticas nacionais de ciência, tecnologia e inovação.

Destaque também à recomposição do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia, que não se reunia há dois anos. O conselho é uma ferramenta primordial para o desenvolvimento da área de pesquisa científica e tecnológica, aproximando governo, academia e sociedade civil.

Destaque também à Regulamentação do código de ciência e inovação: O MCTIC recebeu as propostas da comunidade científica, universidades e setor produtivo para a regulamentação do Marco Legal de Ciência, Tecnologia e Inovação (Lei nº 13.243/2016). O documento reúne contribuições de todos os setores que compõem o Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação. A proposta foi encaminhada para a Casa Civil da Presidência da República e a expectativa é que o decreto de regulamentação do Marco Legal seja assinado nos próximos meses.

Brasília, 23 de outubro de 2017.