Loading
Carregando...

noticias | 16 maio 2019

Ex-ministro Kassab recebe homenagem de CNPq

FacebookTwitterWhatsApp

O presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, recebeu na noite desta quarta-feira (15) a menção especial de agradecimento do prêmio Almirante Álvaro Alberto, concedido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Marinha do Brasil e Fundação Conrado Wessel. Entre maio de 2016 e dezembro último, Kassab foi ministro da área e durante sua gestão manteve esforços pela recomposição orçamentária e enfrentamentos a cortes de recursos do CNPq determinados pelo Governo Federal em razão das dificuldades orçamentárias enfrentadas.

Ao agradecer a homenagem, o ex-ministro lembrou que “o prêmio Almirante Álvaro Alberto é um reconhecimento importante a quem contribui com a ciência no país, como é o caso do professor Vanderlei Bagnato. E está sendo concedido em um momento crítico como o que se vive hoje no país em relação a recursos para a educação e a pesquisa científica. Fico satisfeito pela menção de agradecimento, também um reconhecimento daquilo que nossa equipe pôde fazer na gestão no MCTIC”.

O físico e professor Vanderlei Salvador Bagnato, professor titular da Universidade de São Paulo, pesquisador das áreas de física atômica e biofotônica, foi homenageado com o título de pesquisador emérito de 2019 e agradeceu os diferentes órgãos que dão suporte à cientista pesquisa no país, incluindo o Ministério, o CNPq e a Capes (Coordenadoria de Aperfeiçoamento do Ensino Superior), vinculada ao Ministério da Educação.

Prêmio é concedido em um momento crítico como o que o país vive hoje em relação a recursos para a educação e a pesquisa científica.

Pesquisadores de áreas como saúde pública, ciências sociais, matemática e engenharia foram também homenageados, além do também ex-ministro Marco Antônio Raupp e da Fundação Grupo Boticário de Apoio à Natureza.

Participaram da cerimônia, no auditório da Escola Naval, no Rio, o ministro interino, Julio Semeghini, secretário-executivo da pasta; o presidente do CNPq, João Luiz Filgueiras de Azevedo; e os presidentes da Academia Brasileira de Ciências, Luiz Davidovich; e da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, Ildeu de Castro Moreira.